Posso ou não posso comer glúten?

        Tem aumentado bastante a frequência de pessoas no consultório com sinais e sintomas de sensibilidade ao glúten, o que não necessariamente quer dizer que a pessoa seja celíaca. 


Mas o que é doença celíaca? 


"É uma doença autoimune que causa intolerância permanente ao glúten, uma proteína encontrada no trigo, centeio, cevada, aveia e malte. Nos indivíduos afetados, a ingestão de glúten causa danos às pequenas  protrusões, ou vilos, que revestem a parede do intestino delgado. Esta condição possui outros nomes, tais como espru celíaco e enteropatia glúten-sensível"

E o que é sensibilidade ao glúten?

      No caso da sensibilidade ao glúten a pessoa não tem alterações bioquímicas detectaveis nos exames comuns, mas apresenta sinais e sintomas caracteristicos como: diarréia ou intestino preso, má digestão, alta produção de gases e outros sintomas extra-intestinais como gastrites, urticárias, psoríase, micose, má digestão, dificuldade de perda de peso, retenção de líquidos, tristeza, cansaço, desânimo, entre outros.

         Nesse caso a retirada do glúten pode trazer um alívio dos sintomas sem necessariamente a  pessoa ter que passar o resto da vida sem consumir glúten, como é o caso da doença celíaca.

       Para facilitar a detecção dessas condições é aplicado um questionário no momento da consulta, nele consigo identificar o nível de cada sintoma. Também é possível realizar um exame funcional, chamado  Vegatest, onde detecta-se além da sensibilidade ao glúten também o nível de vitaminas e minerais, disbiose intestinal, etc... e a partir daí podemos começar um tratamento adequado a cada pessoa.

         Hoje se sabe que muita doenças podem estar ligadas a sensibilidade ao glúten, devido a uma ativação do sistema imune, que acaba sobrecarregando todo o organismo. Podemos citar doenças como: Síndrome do Ovário Policístico, Obesidade, Diabetes, Resistência a Insulina, Psoríase, alterações da tireóide e desordens psiquicas como irritabilidade, depressão e síndrome do pânico.
    
         A retirada do glúten pode ser feita de 3 meses a 2 anos. A reintrodução é gradual e testada junto à nutricionista responsável. Muitos pacientes relatam melhora nos primeiros dias e evoluem muito bem ao final dos 3 meses.  Retirar o glúten da dieta não quer dizer que nunca mais você vá consumir um "pãozinho", mas esse consumo requer cuidados e não pode ser frequente.

    A substituição do glúten é um pouco complicada nos primeiros dias, pois quase tudo no supermercado possui glúten. Mas a medida que você for se adaptando e recebendo as informações corretas tudo vai ficando mais fácil e a melhora dos sintomas compensam e muito o trabalho extra no ínicio do tratamento. Experimente!!

Para esclarecer essas e outras dúvidas sobre sensibilidade ou doença celíaca entre em contato e tenha um estilo de vida saudável e prazeroso!!!

Por Vanessa Bezerra - Nutricionista CRN 3381



     



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e sugestões para novos posts!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...