Yes, nós temos Bananas!!!

Biomassa de Banana Verde

Alimento funcional -  alto conteúdo de amido resistente presente na polpa da fruta.
O amido resistente é um tipo de carboidrato complexo que não é digerido e absorvido no intestino delgado de indivíduos sadios, podendo ser fermentado no intestino grosso. Devido às características do amido resistente, seu comportamento mostra-se semelhante ao das fibras alimentares, com efeitos fisiológicos benéficos tanto sistêmica quanto localmente (principalmente no intestino).

Por contribuir com a saúde do trato digestivo, o amido resistente pode ser classificado como um “prebiótico”, O amido resistente apresenta também “ação simbiótica”, pois em estudos foi capaz de aumentar significativamente o número de lactobacilos presentes no intestino.

Por ser um alimento funcional, a biomassa de banana verde é capaz de proporcionar benefícios específicos, contribuindo para o controle e redução do risco de doenças colônicas, dislipidemias, doenças cardiovasculares, doença celíaca (intolerância ao glúten), índice glicêmico, resposta insulínica, entre outras. Além disso, a biomassa de banana verde apresenta em sua composição vitaminas A, C e complexo B (B1, B2 e niacina) e os sete sais minerais indispensáveis ao organismo humano, que contribuem para o bom funcionamento do organismo. A biomassa contribui para a diminuição dos níveis de colesterol, triglicérides e glicose, e para uma melhor resposta insulínica, ou seja, a biomassa propõe uma melhora da saúde do indivíduo, um melhor funcionamento do seu organismo o que, de forma indireta, pode auxiliar no processo de emagrecimento por parecer ter um efeito indutor da saciedade (semelhante ao das fibras), que quando associado a outros alimentos de baixo IG auxiliam nas dietas para perda ou controle de peso.

Tal efeito mostrou-se mais evidente no período vespertino e noturno, o que poderia auxiliar os indivíduos que têm a chamada “fome noturna”.

Vale ressaltar que a biomassa da banana verde é insípida (sem sabor) e inodora (sem odor). Não há restrições para o seu consumo. Pessoas de qualquer idade (crianças e adultos), inclusive diabéticos e celíacos (pessoas com intolerância ao glúten) podem consumi-la.

Fontes: 
• VALLE, H.F., CAMARGO, M. Yes, nós temos bananas: Histórias e receitas com biomassa de banana verde. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2003.

• Nutricionista Daiana Mendes
Receita Biomassa
- Lave as bananas verdes com a casca, uma a uma, utilizando esponja e agua.
Vale lembrar que as bananas devem estar realmente verdes, casca firme e verde. O ideal é fazer com a banana orgânica e que não tenha sofrido processo de aclimatação - processo em que as bananas são colocadas em uma estufa para forçar o amadurecimento. Estas bananas não são a melhor opção!!! Procure sua banana verde em feiras orgânicas ou sacolão que você conheça a origem das bananas.

- Coloque agua até a metade de uma panela de pressão e deixe ferver - esse processo se chama choque térmico e é muito importante. Quando a agua ferver, dai você vai colocar as bananas na panela.

- As bananas devem estar com o talo máximo preservado para que não abram durante o cozimento.

- Feche a panela e quando começar a pegar pressão, conte 10 minutos.

- Após esse período, desligue o fogo e deixe que a pressão continue seu trabalho cozinhando as bananas.

- Espero o vapor escapar naturalmente. Não force a abertura da panela colocando debaixo da torneira.
 
- Quando todo o vapor tiver escapado, abra a panela e  vá aos poucos retirando as bananas e logo em seguida retire a casca com a ajuda de um pegador, neste momento ela estará muito quente. CUIDADO!

- Amasse a polpa da banana com um garfo e leve imediatamente para um processador ou liquidificador. Esse processo deve ser feito com ela ainda quente, porque se esfriar ela irá esfarinhar.

- Processe ate obter uma pasta bem espessa. Não existe quantidade certa de agua, dependerá da quantidade e tamanho das bananas. Sendo assim adicione água o suficiente para processar. Você também pode usar um mixer.

Esta pronta sua Biomassa!!!

Se não for utilizar de imediato, guarde a polpa em vasilhas de vidro ou formas de gelo.
Ela pode ficar guardada por 1 semana na geladeira e de 3-4 meses no congelador.
Para descongelar coloque em banho-maria ou só retire do freezer e leva a geladeira de um dia pra o outro.
 
Use em sucos, vitaminas, sopas, bolos, no feijão, no pão, em purês, mingau, e onde mais a sua imaginação permitir.

Sugestão de receitas com Biomassa

Pasta com ervas

200g de Biomassa pronta (receita acima)

2 colheres de sopa de azeite extra virgem

2 colheres de sopa de vinagre de maça ou balsâmico

1 colher de chá de orégano

1 colher de chá de alecrim

1 colher de sopa de salsinha picadinha ou coentro

1 colher de sopa de cebolinha picadinha

1 colher de sopa de cebola picadinha

1 dente de alho pequeno

sal e pimento do reino a gosto 

Preparo:

Bater todos os ingredientes no processador ou mixer até virar uma pasta homogênea ou se você preferir não precisa bater muito aí as ervas irão ficar em pedacinhos.

Usar como acompanhamento para sanduiches e torradas integrais.

Brigadeiro de Biomassa

100g de biomassa

2 col sopa de cacau em pó

Chocolate amargo com mínimo 70% cacau em pedaços pequenos ou lascas de amêndoas.

Preparo:

Incorpore o cacau a biomassa com o auxílio de uma colher. Quando estiver bem misturado, passe um pouco de óleo de coco nas mãos e enrole como um brigadeiro. Passe no chocolate em pedaços ou nas lascas de amêndoas.  Para quem tem o paladar mais puxado para o doce, adicione adoçante stevia a gosto, ou misture algumas uvas passas em pedaços pequenos na massa.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e sugestões para novos posts!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...